Pop filter em gravações de voz: O que ele faz? Eu preciso de um? : Magroove Blog

Pop filter em gravações de voz: O que ele faz? Eu preciso de um?

Julho 11, 2019 • 7 min de leitura

Ele pode não ser o carro chefe de um home studio, mas você há de concordar que ver o acessório na frente do microfone remete imediatamente a profissionalismo. E é essa a sua utilidade: distinguir um trabalho amador de um profissional. Além de influenciar na qualidade da gravação, o Pop Filter auxilia na durabilidade do microfone. Também conhecido como pop shield, pop screen ou anti puff, é aquela charmosa armação, normalmente redonda, com um tecido de nylon ou malha metálica, que fica entre o microfone e o cantor ou locutor. Sua popularidade cresceu na proporção em que os estúdios de gravação foram se aprimorando, principalmente na década de 70 e 80. Não é aplicável a instrumentos e pode ser usado em qualquer tipo de microfone.

Pop filter na frente de um microfone

Pop filter na frente de um microfone

Para que ele serve?

  • Para dispersar a pressão sonora exercida pelo ar emitido durante o canto, a fala e a respiração, na cápsula do microfone;
  • Controlar os “pops”, ou “plosivos”, saturações sonoras captadas com o uso das letras B, P e T;
  • Evitar respingos de saliva no microfone. O acúmulo da secreção pode danificar e prejudicar a vida útil dos mics, esses sim, protagonistas de uma gravação de voz – além, é, claro, do artista!

Por que usar Pop Filter?

Por mais acessível e avançada que esteja a tecnologia de gravação de áudio nos dias de hoje, a maior parte do processo acontece na captação. Uma captação bem feita diminui a necessidade de uma edição exagerada. O uso do Pop Filter salva a vida do técnico de som e oferece uma gravação cristalina e bem acabada. Remover, um a um, os “pops” da gravação exigiria minuciosos cortes nas frequências baixas, o que, além de retardar a produção, pode apresentar um resultado aquém do desejado. Corrigir na edição o excesso de ar então, sem chance! Atenção: é claro que vários cantores e locutores empregam a inspiração e a expiração com certa intenção na performance. O Pop Filter atua bloqueando o excesso de ar. Alto fluxo de ar no microfone danifica decisivamente o registro.

Todo mundo tem que usar Pop Filter?

Existem técnicas de gravação que não utilizam pop filter, criadas justamente para eliminar seu uso e resgatar aquela parcela (pequeníssima, porém existente) de agudos que a membrana do pop filter acaba tirando. Elas normalmente consistem em colocar o microfone inclinado, na altura da testa do cantor e apontado para a boca, com o cantor cantando na horizontal como se tivesse um microfone paralelo à altura da boca. Porém, essa técnica exige um meticuloso posicionamento, alguns ajustes na equalização e nem sempre funciona. Ela depende também da técnica e vícios do cantor de não virar a boca para o microfone ou de conseguir realizar a mesma performance sem a sensação de um microfone na altura da boca, algo que acontece mesmo com cantores profissionais. Em ambiente amador, isso é mais intensificado ainda.

No geral, o pop filter é uma segurança e um conforto de que a gravação vai sair boa e sem pops. Com isso, aquele take milagroso em que o cantor se empolgou e fez uma bela performance não corre o risco de ser perdido por problemas técnicos. O cantor pode também dar uma “segurada” no envio de ar e controlar os Bs, Ts, Ps e Ss, mas, vamos combinar que isso afeta a interpretação, não acha?

Tipos e modelos

Apesar de ser um equipamento bem simples, o Pop Filter já aparece em diversas variações no mercado. Ainda hoje vemos alguns construídos manualmente, com arame e meia calça (já reparou no clipe do clássico “We are the world”?). Veja os detalhes a que você deve ficar atento ao adquirir um:

Tamanho

O tamanho do filtro deve ser proporcional ao tamanho do microfone e adequado ao estilo do profissional – se ele for do tipo que se movimenta bastante, é melhor providencial um filtro de maior diâmetro.

Formato

  • Filtros planos: são mais populares, mas ao usá-los, certifique-se de que está cantando ou falando realmente no centro do filtro;
  • Filtros semi cilíndricos: abrangem mais ângulos do microfone, mas são mais caros.

Gooseneck

O gooseneck (pescoço de ganso) é um suporte flexível e ajustável de acordo com a altura do pedestal do microfone. Alguns modelos trazem suportes personalizados, o que exige pedestal compatível.

Braçadeira ou grampo

A maioria se encaixa em pedestais para microfone. Fique atento para o grampo ideal se você for apoiá-lo em outra estrutura.

Tela

Malha de nylon

O Pop Filter mais comum tem duas camadas de nylon fino sobrepostas. O tecido contém os plosivos, mas restringe as frequências mais altas da voz. Difícil de limpar, tem durabilidade baixa.

Malha metálica

A tela de metal tem seus espaços projetados especialmente para redirecionar o ar para longe do microfone. Caso o metal entorte, pode ser difícil corrigir seu formato e a deformidade acaba afetando a eficiência do filtro. Com excesso de sujeira ou ferrugem, a tela pode até produzir um leve assobio, prejudicial para seu uso. Esse tipo de malha é fácil de lavar. Alguns modelos de Pop Filter apresentam tela dupla: uma de nylon, outra de metal.

Pop Filter estilo metálico

Pop Filter estilo metálico

Pop Filter com microfone condensador ou com microfone dinâmico?

Tanto o microfone condensador quanto o microfone dinâmico são capazes de captar os “pops” que você canta e o fluxo de ar que vem com a voz. O Pop Filter é, então, necessário para ambos. Porém, enquanto o microfone dinamico é resistente a alta intensidade sonora, o diafragma do condensador é mais fino e sensível. A pressão em excesso não só sobrecarrega o diafragma, distorcendo a gravação, como compromete o funcionamento do microfone. A saliva também é bastante nociva à durabilidade do mic. Conclusão: se o Pop Filter para o microfone dinâmico é necessário, para o condensador ele é imprescindível. E sabemos como eles são caros!

E afinal, como usar o Pop Filter?

Considerando pequenas adaptações condizentes com o estilo de cada profissional, usar o Pop Filter é bem simples.

  • Altura: debaixo do nariz do cantor;
  • Distância: entre 7 a 15 cm do microfone;
  • Posição: levemente inclinado em relação ao microfone.

Quanto à posição: assim, se evita um tipo de reflexo sonoro, produzido entre o Pop Filter e a cápsula do mic, que é parecido com o flanger e aparece principalmente nas sibilâncias. A borda externa do Pop Filter – de plástico ou de metal – não deve ficar no trajeto entre o cantor e o microfone. Esse incidente também pode provocar efeitos na forma como as ondas sonoras vocais chegam ao diafragma do microfone.

Pop Filter vs Windscreen

Ao contrário do que muito se fala, o windscreen – aquela espuma antivento usada no globo do microfone – não pode substituir o Pop Filter. O windscreen é projetado para mics usados em amplos espaços, como ambientes externos (filmes, tv) ou palcos (shows). A espuma ajuda a conter os efeitos da alta exposição a correntes de vento. Perde-se um pouco de freqüências altas e não elimina totalmente os plosivos, principal função do Pop Filter. O uso do windscreen não é necessário em estúdio.

Para utilizações extremas, como takes externas em campo e montanhas, ou qualquer lugar que há muito vento, existem alguns windscreens ainda mais agressivos e que conseguem parar ventos de maior velocidade. (Ex: Rode’s Dead Cat)

Modelos mais famosos

  • Stedman Corporation Proscreen XL: Bastante resistente, esse filtro é bem leve apesar da malha metálica.
  • Blue Universal Pop Filter: o design atraente e original é correspondido na qualidade. Possui tela dupla; a primeira, de nylon fino, filtra os pops mais pesados; a segunda é de metal e permite uma dispersão de ar mais segura;
  • Avantone PS-1: pop Filter cilíndrico, com uma camada que o protege de ferrugem. Tela de nylon.
  • Nady SSPF-4: malha de nylon, funciona melhor com condensadores. Acompanha uma estrutura a todo tipo de vibração e choques que podem atrapalhar a gravação.
  • Nady MPF-6 Clamp on Mic: design clássico, baixo custo, traz uma braçadeira versátil.
  • Stedman PS101 Metallic: malha de metal, diâmetro pequeno, um dos preferidos do mercado.
  • WETECH Microphone Pop Filter: esse modelo faz o caminho contrário: ao invés de você acoplá-lo a um microfone, o microfone é que se encaixa nele. De formato semi cilíndrico, tem tela de metal.

Agora que você sabe tudo sobre o Pop Filter, escolha a melhor opção e veja – ou melhor, ouça – a diferença que esse pequeno detalhe irá fazer na sua gravação.