Branding de Artistas - Guia Essencial de Branding Especial para Artistas! : Blog - Magroove for Artists
Magroove Magroove
close
Free Distribution.
Free Store with
custom merch.
No hidden fees. 
JOIN NOW
Not today

Branding de Artistas – Guia Essencial de Branding Especial para Artistas!

Maio 05, 2021 • 6 min de leitura

Esse conceito também está inserido no contexto do marketing musical. A palavra branding é uma das mais importantes do dicionário do marketing e significa, em linhas gerais, a gestão de uma marca. Mas engana-se quem pensa que este termo só existe no mundo corporativo. Ao contrário, é cada vez mais comum ouvirmos falar em branding de artistas.

Existe uma série de demandas que um artista precisa cumprir para ser competitivo na indústria musical. Estamos falando de ações que vão desde o registro das obras à arrecadação de direitos autorais. Tudo isso passando por contratos, editoras, distribuidoras, gravadoras e instrumentistas.

Mas essas ações ainda não são suficientes para consolidar um músico no mercado. Ele precisa de uma boa construção de reputação junto aos seus vários públicos de interesse. O branding de artistas busca fazer com que ele se comunique bem e passe mensagens coerentes com seu objetivo. Estamos falando de uma autopromoção consciente.

O artista transcende a música. Isso é branding!

COMO DESENVOLVER O BRANDING DE ARTISTAS?

Há alguns passos primordiais para trilhar um caminho de sucesso na gestão da sua própria marca e aprender como vender música.

  1. DIAGNÓSTICO

O diagnóstico é a fase das perguntas. Quais são os valores, posicionamentos e bandeiras que se deseja mostrar ao público? É bastante comum artistas traçarem estratégias de médio e longo prazos sem compreenderem exatamente o que querem comunicar. A fase de diagnóstico é aquela na qual o músico buscar entender qual é o seu grande diferencial. Em um mundo onde informações circulam em uma quantidade absurda, autenticidade é essencial. E a fala, a linguagem corporal, as roupas, o comportamento e o conteúdo precisam estar alinhados ao propósito.

  1. ESTRATÉGIA

Somente após o entendimento da mensagem que se quer passar, é que começa a construção da estratégia. A estratégia é aquela que define o caminho que o artista percorrerá até o seu objetivo. É aqui que são definidos canais de comunicação a serem utilizados, lançamentos a serem feitos, cronograma a ser seguido etc. Na estratégia, define-se também se há algum ponto identificado no diagnóstico que precisa ser corrigido, algum ajuste de posicionamento ou comportamento pessoal.

Uma boa estratégia é fundamental, não apenas para a venda do produto, mas também para causar a melhor impressão no público. Você já ouviu falar em elevador pitch, no português, “discurso de elevador”? O conceito, muito utilizado no mundo das startups, refere-se à lapidação do discurso para que o interlocutor passe a sua mensagem de forma rápida e eficiente, conquistando o seu ouvinte em pouquíssimos minutos. No caso dos músicos, estamos falando em uma estratégia para cativar o público rapidamente.

  1. IDENTIDADE E LOGOMARCA

Não são raros os casos em que a identidade visual e a logomarca de um artista são feitas antes mesmo do diagnóstico. Muitas vezes, é uma belíssima logo, mas que não conversa com posicionamentos, valores e bandeiras. Por isso, é essencial que toda a parte visual seja feita após a realização do diagnóstico e a definição da estratégia.

Um dos primeiros passos para a criação da identidade é aprender a como fazer logo de banda. Isso inclui desde a utilização de ferramentas automatizadas, que são facilmente encontradas na Internet, à contratação de um profissional ou agência especializada. Para tomar a decisão correta, é necessário analisar disponibilidade de tempo e recursos financeiros.

  1. CAMPANHA E ENGAJAMENTO

Com o diagnóstico, a estratégia e a linha visual prontos, é hora de colocar a mão na massa e começar uma campanha de engajamento do público. Um bom ponto de partida é a organização de um material para a imprensa. Você sabe o que é Press Kit? O Press kit nada mais é do que uma apresentação do artista/banda para jornalistas, influenciadores e formadores de opinião da indústria cultural. É como um cartão de visitas que divulga bem o produto. Todo artista precisa ter um!

Depois disso, não há como negar que as redes sociais são uma ferramenta importantíssima para alavancar a carreira do artista. Como lidar com elas?

REDES SOCIAIS – UM CAPÍTULO ESSENCIAL NO BRANDING DE ARTISTAS

Foi-se o tempo em que o artista podia escolher entre trabalhar ou não com as redes sociais. Hoje em dia, utilizar esse instrumento se tornou obrigatório para quem quer obter um grande alcance e manter a proximidade do público .

Mas é importante ter uma boa dose de estratégia para que o marketing em mídias sociais tragam os resultados esperados. Para isso, dois elementos precisam ser considerados:

  • Conteúdo

Uma das principais regras do marketing digital é: pense antes de postar. Pode parecer banal, mas muitos artistas acabaram entrando em crises avassaladoras por postar conteúdo sem nenhum cuidado. Antes de publicar nas redes, o artista deve se perguntar: esse conteúdo é relevante para o meu público? Conversa com a minha estratégia de branding? Possui a linguagem adequada? Se a resposta for sim, vale ainda checar questões técnicas como formato, cores, qualidade de vídeo e qualidade de áudio. Além de questões éticas como veracidade da informação e direitos autorais.

Além disso, as redes sociais oferecem a opção de gerenciar anúncios e alcançar um número maior de pessoas. É possível promover conteúdo para um público específico, selecionando critérios pré-definidos. Artistas que optam por impulsionar Instagram, por exemplo, podem obter um excelente retorno.

  • Periodicidade

Outro ponto muito importante a ser observado é a periodicidade das postagens. Isso significa que não adianta publicar uma vez ao mês. A Internet tem pressa! Espera-se que o artista esteja sempre atualizando seu público, inclusive com agenda de apresentações. Quem não é visto não é lembrado, já dizia o ditado popular.

MARKETING DO PRODUTO

Falamos até aqui sobre o branding de artistas, que faz a gestão da marca do músico e da banda. Mas há um conceito igualmente importante a ser abordado que é o marketing do produto. Esse marketing precisa conversar com o branding do artistas, mas também tem suas especificidades. Aqui, estamos falando da divulgação, não do criador, mas da sua obra. E cada obra pede uma estratégia de promoção diferente.

Quando se fala no marketing do produto, falamos de todo o processo de produção. Isso vai desde como fazer capa de disco até a abordagem que será utilizada para divulgar este álbum nas redes.

Cada single, cada disco, cada videoclipe pede uma atenção especial. É recomendado que as estratégias de lançamento sejam únicas e autênticas. E boas ideias não faltam sobre como fazer lyric video, engajar em um concurso, oferecer premiações, entre tantos formatos de promoção. O público gosta é de novidade!

AINDA NÃO ESTÁ CONVENCIDO DE QUE O BRANDING DE ARTISTAS É ESSENCIAL?

Parece um bicho de sete cabeças, mas não é. Uma boa dica para entender um pouco mais sobre o assunto é fazer um levantamento e um estudo de como artistas já consolidados trabalham suas marcas pessoais e seus produtos. Observar a concorrência pode ser uma grande fonte de aprendizado e inspiração.

 

Magroove Magroove