Audio cable types: Definitive guide with reference charts : Magroove Blog

Tipos de cabos de audio: O Guia Definitivo

Julho 11, 2019 • 6 min de leitura

Esse é um tópico que sempre volta quando falamos de equipar um home studio ou studio profissional. Já perdi a conta de quantas vezes temos de voltar os olhos ao assunto de tipos de cabos de audio ao fazer o upgrade para um setup balanceado ou ao comprar equipamentos novos com conectores exóticos. Nesse artigo você vai encontrar um compilado dos tipos de cabos de audio mais comuns no meio, assim como suas utilizações mais frequentes.

Informações Básicas

Quando falamos de tipos de cabos de audio, no geral estamos nos referindo ao nome dos conectores nas pontas do cabo. Sendo assim, os cabos acabam herdando o nome dos conectores usados em sua montagem.

Esses são os mais comuns tipos de cabos de audio:

  • XLR
  • TRS (P10 / P2)
  • TRS (P2)
  • TRRS (P2)
  • TS (P10 / P2)
  • RCA
  • MIDI
  • Bantam
  • Speakon
  • DB-25
  • ADAT
  • S/PDIF (Toslink)
  • AES/EBU
  • BNC

Fio vs Cabo

Vamos começar com o básico: O que é um cabo? Bem, um cabo é composto de vários fios, geralmente de cobre ou alumínio, protegidos por uma casca protetora e isolados eletricamente.

Fios são fabricados em duas configurações: maciço e flexível. Um fio maciço é basicamente um largo cilindro muito longo, feito de cobre ou do material condutor. Já o fio flexível, ele nada mais é do que muitos fios maciços muito finos, trançados ou enrolados e mantendo contato elétrico. Um fio flexível possui todas as propriedades elétricas de um fio maciço de mesma espessura, mas, como o nome diz, é muito mais resistente à flexão, permitindo que seja enrolado, dobrado e transportado sem sofrer danos. No meio musical, praticamente todos os fios são flexíveis.

[% image solid vs stranded Legenda: Left = Solid; Right = Stranded %]

No Brasil, cabos e fios tem significados populares diferentes do resto do mundo. Ao pedirmos por um “cabo de cobre” em uma loja de materiais de construção, provavelmente te darão a versão flexível. Já se pedirmos por um “fio de cobre”, te darão a versão maciça. Em outras palavras, popularmente, “cabo” é sinônimo do fio trançado e “fio” é sinônimo do fio sólido.Sendo assim, “cabo” pode descrever tanto um fio de cobre trançado quanto um cabo de áudio qualquer.

Nesse texto, para melhor entendimento, sempre me referirei aos condutores dentro do cabo de áudio como “fio”.

Solda no conector e seleção de cabos

Cada conector de áudio requer um cabo com um certo número de fios. Se você compra cabos prontos, os fios já estarão soldados aos pinos dentro dos conectores e você não terá que se preocupar com isso. Agora, se você está construindo seus próprios, a escolha do cabo certo é fundamental.

O primeiro passo para escolher qual cabo comprar para cada conector é checando o número de pinos dos conectores que você usará. Se um dado conector tem 4 pinos, mas o cabo que você está tentando soldar nele tem apenas 2 fios dentro, este cabo é inadequado e não deve ser usado. Em linhas gerais, um cabo deve sempre ter pelo menos um fio para cada pino do conector.

Em  alguns cabos de áudio, é possível que nem todos os pinos precisem estar conectados para que o cabo funcione. Nesses casos o cabo deve ter uma quantidade de fios pelo menos igual ao número mínimo necessário para que o conector funcione. Nessa configuração, alguns dos pinos do conector ficarão sem um fio soldado a ele. Isso não é recomendado, já que se aparecer alguma utilização que você precisa desse pino extra, esse cabo não servirá já que o tal pino não está soldado adequadamente. A melhor prática é ter todos os conectores soldados a cabos adequados, para que ele sirva para qualquer atividade que precisar de um cabo daquele tipo, utilize ela aquele pino extra ou não.

É a solda do fio ao pino do conector que permite que o sinal de audio possa ser transmitido, por isso, esse conjunto funcional é chamado de condutor. Então, se um conector de 3 pinos está conectado a um cabo com apenas 2 fios, 1 dos pinos ficará desconectado, e o cabo terá apenas 2 condutores funcionais.

Camada Isolante

A camada isolante é a proteção plástica ou emborrachada que envolve os fios de um cabo. Essa camada é responsável por isolar os cabos eletricamente e protegê-los contra danos. Existem diversos tipos de proteção isolante para cabos, desde camadas plásticas e de borracha até algodão e lã trançados. Alguns tipos de proteção (como algodão trançado) permite maior flexibilidade e durabilidade, mas são em geral mais caros.

[% image Legenda: Left: Cotton, rubber and plastic sleeve %]

Malha

Alguns cabos têm uma trança metálica, que fica entre os fios e a camada isolante. Essa casca protetora é chamada escudo anti-estática (“shield” em inglês), popularmente conhecida como malha e serve como um isolante de interferência. A malha também é considerada um condutor e é soldada a um pino do conector como qualquer outro fio. Ela é normalmente soldada ao pino que carrega o terra, como o pino 1 do XLR. Se você nunca viu um cabo desse tipo antes, aqui vai um exemplo:

[% image Legenda: Left: Cable for unbalanced wiring. Right: Cable for balanced wiring.%]

O cabo a esquerda tem apenas um fio e a malha, enquanto o outro tem dois fios e a malha. Como a malha conta como um condutor, podemos dizer que o cabo da esquerda tem dois condutores e o da direita tem três.

Cabos Balanceados

Se você já está familiarizado com esses conceitos, você provavelmente já sabe que um cabo precisa de pelo menos três condutores para poder ser usado como um cabo balanceado. Se você não sabe o que são conexões balanceadas e desbalanceadas, confira nosso guia de cabos balanceados.

No fim das contas, balanceamento é uma propriedade do sistema – ele depende de um cabo balanceado e de equipamentos que enviam e recebem sinais balanceados. Então tudo que um cabo precisa providenciar são os três condutores para transmitir sinais de um equipamento para o outro. A grande maioria dos cabos balanceados são XLR ou TRS.

Audio cable types, explained by connector

XLR

Nome alternativo: Cannon

Principalmente usado para conectar: Mics & DIs à Interfaces e Mixers, equipamentos de rack.

Canais: 01 Mono (balanceado) or 01 Stereo* (desabalanceado)

Balanceado: Yes*

Sinal: Analogico

Informações úteis:  To deduce the pins check for the lump on the connector. The closest pin is always pin 2 (Signal); the bottom one is always pin 3 (Inverted Phase signal).

Informações úteis:  Para descobrir qual pino é qual, procure pela protuberância no conector. O pino mais proximo será sempre o pino número 2 (sinal). O pino logo abaixo será sempre o pino número 3 (sinal com fase invertida) 

Pinos / Condutores: 3

Pinagem:

  • Pino 1: Terra
  • Pino 2: Sinal (Hot / + )
  • Pino 3: Sinal com fase invertida (Cold / – )

TS

Tamanhos: P10 (6.35mm) and P2 (3.5mm)

Nomes alternativos: Para o conector de 6.5mm: P10 Mono, 1/4 Inch Mono, Cabo de guitarra, P10 desbalanceado. Para o conector de  3.5mm: Mini TS, P2 Mono,  P2 desbalanceado.

Mainly used for connecting: Guitars & Basses (P10), Desktop Microphones / Headset with separate microphone plug (P2)*

Canais: 01 Mono (desbalanceado)

Balanceado: Não

Sinal: Analogico

Pinos / Condutores: 2

Informações úteis:  O cabo TR tem apenas um anel de borracha no conector, outros cabos tem mais.

PS: O P2 também pode ser utilizado em alguns pedais de guitarra como cabo de energia (fonte), como no Big Muff Pi.