Quanto Ganha Um Compositor - Valores Mais Recorrentes do Mercado : Magroove Blog
Magroove Magroove
close
Free Distribution.
Free Store with
custom merch.
No hidden fees. 
JOIN NOW
Not today

Quanto Ganha Um Compositor – Valores Mais Recorrentes do Mercado

Abril 07, 2021 • 6 min de leitura

Quanto ganha um compositor

Quer aprofundar conhecimentos sobre o que é royalties? Compor é a sua praia? Você vive ou quer viver das suas composições? Então este artigo é para você! Se você quer saber quanto ganha um compositor, logo de cara vamos começar a te explicar algumas coisas que, se ainda não passaram por sua cabeça, logo vão estar no topo de suas dúvidas: como eu ganho dinheiro com as minhas músicas? Quais instituições estão envolvidas? Quanto eu gasto nesse processo?

Entendendo o processo de quanto ganha um compositor

Vamos começar pelo começo. Entender como funciona essa mecânica e quem é quem nesse processo. 

O nosso foco aqui é tratar sobre royalties. Mas é importante você ter conhecimento que, além desse caminho, um compositor também tem outras formas de receber pelo seu trabalho. 

Uma delas é quando um artista adquire a licença exclusiva para a gravação de sua música, por um determinado período ou definitivamente.

Outro exemplo é a comercialização do direito simples, sem exclusividade, de um artista gravar a sua música.

Esta segunda forma abre a possibilidade de você ceder os direitos de uma mesma música diversas vezes.

 

Venda de direitos: Mais uma opção para o compositor

 

Associação de Direitos Autorais 

Você provavelmente já deve ter ouvido falar no ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição).

Ele é o responsável por fiscalizar e cobrar os valores relativos aos seus direitos como compositor, também chamados de royalties.  

O ECAD é administrado por algumas associações: Abramus, Amar, Assim, Sbacem, Sicam, Socinpro e UBC.

Essas associações são responsáveis por representar os artistas filiados a elas na defesa de seus direitos e de repassar os valores arrecadados pelo ECAD.

A partir do momento em que você faz o registro de suas obras em alguma dessas associações, e passa a ser afiliado ela, a associação escolhida dará a você todo o suporte necessário para que seus direitos sejam fiscalizados e repassados a você de forma justa e correta. 

 

Quanto ganha um compositor depende de como elas trabalham 

As associações são as responsáveis pela definição de valores e regras que regulamentam a arrecadação, as quais posteriormente serão aplicadas pelo ECAD.

Após a arrecadação e cálculos percentuais, as associações fazem a distribuição dos valores arrecadados para os detentores dos direitos autorais.

 

Direitos de Execução 

Concluída a filiação à alguma das associações e o registro de suas obras estando ok, é o momento de começar a receber os seus direitos autorais. 

Considerando é claro, que as suas obras sejam executadas de forma pública e passíveis de serem fiscalizadas pelo ECAD, que é o órgão destinado a isso. 

Para que sua música seja executada publicamente ela precisa de uma autorização prévia, concedida pelo ECAD.

A partir disso, o ECAD faz o recolhimento dos valores relativos aos direitos autorais do autor. No caso, você. 

 

Atenção! 

Existem alguns casos, muito comuns, em que o compositor compõe uma ou mais canções para uma trilha sonora de um filme, por exemplo, e recebe por esse trabalho específico.

Ainda assim o autor da obra terá direito a receber os direitos autorais relativos à execução pública de sua obra sempre que ela for executada.  

Ou seja, o fato de você ter recebido pela autorização de inclusão de sua obra na trilha, não exclui o seu direito de receber seus royalties toda vez que ocorrer uma execução pública desta obra. 

 

Direitos Fonomecânicos   

 

São diversas formas de recebimento de royalties

 

Os direitos fonomecânicos são valores que você recebe pela venda de CDs, DVDs, etc., mas eles também são arrecadados a partir da execução de suas obras em formatos digitais. 

Assim, além da comercialização de suas obras nos formatos físicos, você também receberá royalties sempre que ocorrer uma execução pelos veículos de streaming como Spotify, Apple Music, Deezer, etc. 

Atualmente, as taxas referentes aos direitos fonomecânicos, tanto para gravações físicas (CDs e DVDs) como para os formatos digitais, são de 9,1 centavos centavos de dólar para obras com até 5 minutos de duração.

Para músicas com mais de 5 minutos a taxa fica em 1,75 centavos de dólar por minuto. 

 

Direitos Autorais e Direitos Conexos

O que são royalties?

 

Os direitos autorais são os direitos relativos ao compositor da obra. 

Direitos conexos são os direitos dos intérpretes, músicos e produtores fonográficos que participaram da gravação. 

Vale lembrar que os direitos conexos só existem a partir da execução da obra. 

Do valor total arrecadado 2/3 deles são direcionados aos direitos autorais, enquanto que 1/3 são destinados aos direitos conexos. 

A tabela de distribuição de direitos conexos é a seguinte:

  • Intérpretes 41,7%;
  • Produtores fonográficos 41,7%,;
  • Músicos acompanhantes 16,6%.

A sequência 

A sequência fica assim:

Você se filia à uma das associações e faz o registro das suas obras junto a ela.

O ECAD fiscaliza, cobra os valores devidos, retém o seu percentual e repassa os valores às associações.

As associações também retêm seu percentual e repassam aos proprietários das obras os valores finais que lhes são devidos por direito. 

  

Cálculo e distribuição dos valores de quanto ganha um compositor

Para chegar aos valores finais a serem distribuídos, o ECAD e as Associações se valem de regras e tabelas definidas em Assembleia Geral.

Estas definições são elaboradas a partir de conceitos praticados internacionalmente. 

O valor em si depende de uma série de critérios especificados nestas tabelas, e levam em conta alguns fatores como, a sua região, o formato em que está sendo executada a sua obra, o local, etc. 

O valor de referência mais comum adotado pelo ECAD é a Unidade de Direito Autoral (UDA), que atualmente é R$ 80,92. 

Segundo os dados disponibilizados pelo ECAD, em 2020 foram repassados aos artistas mais de 900 milhões de reais em royalties.

No primeiro bimestre de 2021 esse número já chega a mais de R$ 165 milhões. 

 

O pagamento

Após o ECAD realizar a arrecadação, os valores são distribuídos da seguinte forma:

  • 85% para os proprietários das obras filiados às associações;
  • 10% para o ECAD;
  • 5% para as associações

Os percentuais do ECAD e das associações são destinados ao custeio de despesas operacionais, administrativas e manutenção da suas estruturas.

Esse pagamento pode ocorrer mensalmente para recebedores fixos, como rádios, TV e serviços digitais ou, no caso de um recebimento mais eventual, pode ser realizado a cada uso/execução da obra. 

 

Quanto ganha um compositor?

Quanto ganha um compositor

 

Existem diversas formas de se trabalhar como compositor e fazer disso um ganho extra ou até mesmo a sua principal fonte de renda como músico.

Caberá a você encontrar o mercado que mais se encaixa nas suas habilidades e nos seus objetivos como compositor.

Independente do caminho e o estilo que você escolher, uma dica importante é:

Além de cuidar da parte burocrática da coisa toda, procure encontrar o que te move e te motiva nesse caminho.

Quanto ganha um compositor? O quanto ele cuida da sua obra e estuda as formas de veicular suas musicas e garantir seus direitos. Encontrando isso, o resto vem ao natural!

Bom trabalho e sucesso!

 

Magroove Magroove